Número total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

“ENTÃO QUE FAREMOS ÀS SEMENTES”



A partir de um video e de de canção magnífica de Andrea Bocceli "Canto della Terra", a dramaturga chilena Guilhermina Padrón desenvolve na sua peça "Então, que faremos às sementes?" uma reflexão interessantíssima sobre a inter-dependência emoção/inteligência. A autora coloca o dedo nesta ferida: se somos inteligentes e racionais porque continuamos, como seres humanos, a praticar a violência? Utilizando um estilo muito próprio, que ela designa de "comédia negri-ta", a autora convida-nos a entrar num mundo difícil, sem que dos nossos lábios se afaste um sorriso, aqui e ali uma gargalhada.
Os quatro actores em cena -amadores porque amam - trazem para o espaço cénico um desempenho escorreito e versátil, com um bom desenho de luz e som.
Este foi o primeiro espectáculo que o grupo montou e estreiou em 23 de outubro de 2010 nas instalações do Casino Afifense.
Queres fazer da vida mais do pouco que ela é? Aparece. E como dizia o saudoso e sempre eterno Zeca "traz outro amigo também."
.

Sem comentários:

Enviar um comentário